Menu
Busca Qua, 25 de novembro de 2020
(47) 99975-9521
Empreendedorismo

Empreender em meio à pandemia: por que não?

Luana Silveira tem 21 anos e motra que é possível sim empreender mesmo em tempos difíceis

09 novembro 2020 - 17h10Por Maria Luiza de Almeida Küster

Empreender não é nada fácil, são inúmeras preocupações. Se em tempos normais já é difícil, imagina em meio uma pandemia? Mas não foi isso que parou Luana Silveira. Luana tem 21 anos, é formada em Técnico em Administração e atualmente é estudante de moda. No seu plano de vida sempre esteve a vontade de ser dona do próprio negócio e nunca depender dos outros. Após iniciar a faculdade de moda surgiu a ideia de abrir a Lu Clothing, sua loja de roupas online.

Divulgação: Luana Silveira / @luclothingoficialEm meio a pandemia que ela viu uma oportunidade de negócio. Como sempre foi apaixonada pelo ramo da moda, ao iniciar a faculdade teve certeza de que seria naquele segmento que ela teria o seu próprio negócio. O seu primeiro passo foi encontrar o seu público, com o isolamento social e o decreto de lockdown, Luana viu a oportunidade para iniciar o seu negócio de forma online. O cliente pode na comodidade da sua casa escolher a peça que deseja e receber ela sem sair de casa. Visto essa oportunidade ela criou o @luclothingoficial seu perfil no Instagram e onde começou a divulgar algumas peças. 

No início o principal medo dela era se teria cliente e se a empresa iria gerar lucros, após conversar muito com familiares e amigos, ela se sentiu segura e começou as vendas a partir do Instagram. Outro desafio que ela viu ao longo do caminho foi encontrar bons fornecedores, que além de um bom preço teria produtos de qualidades, por ser estudante de moda Luana se atenta a todos detalhes da peça procurando sempre entregar o melhor aos seus clientes.

Ela faz todas as funções da empresa sozinha, desde solicitar peças ao fornecedor, fazer as transições financeiras, fotografar as peças, atender os clientes e entregar para o cliente final. “É bem desafiador, no início eu tinha mais dificuldade de alinhar todos os processos. Agora estou me acostumando e adorando a experiencia”, explicou ela.

“É muito gratificante ter os feedbacks das clientes, sempre elogiando e que querem continuar comprando comigo, isso é um dos motivos que me dá forças para continuar”, comenta Luana. Ela acrescenta que no futuro pretende criar suas próprias peças e ter uma empresa de sucesso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cotidiano
Black Friday e Natal trazem desafios para comércio e consumidores
Empreendedorismo
Instagram como plataforma de vendas: lives impulsionam resultado de lojas físicas
Economia
Colaboratório propõe parcerias entre empresas e universidade
Cultura
Músicos dividem opiniões sobre a relação da arte com a política
Cidade
Após período de flexibilizações, Blumenau volta a registrar alta nos casos de COVID-19
Saúde
Síndrome da Visão do Computador: entenda as causas e saiba como se proteger
Tecnologia
Entenda de que forma a tecnologia assistiva atua na educação
Cultura
Banda blumenauense divulga cultura da música anos 80 nas redes sociais
Cotidiano
Adoção de animais durante a pandemia
Cidade
Casos de coronavírus aumentam em Blumenau perto das eleições