Menu
Busca Sb, 24 de agosto de 2019
(47) 99975-9521
Insônia

Insônia atinge 73 milhões de brasileiros, de acordo com a ABS

Especialista em medicina do sono comenta sobre insônia, em uma entrevista exclusiva

16 maio 2019 - 17h45Por Júlia Beatriz

Para algumas pessoas, deitar na cama e dormir em poucos minutos se torna algo fácil, já para outras, é um problema enfrentado, seja diariamente ou apenas por passagem, resultante de algum problema que ocorreu durante o dia e está deixando a pessoa preocupada. Caso seja passageira, sintomas como sonolência e mau humor podem surgir durante o dia, porém, se ela se tornar frequente, pode causar problemas na qualidade de vida da pessoa.

De acordo com Associação Brasileira do Sono (ABS), 73 milhões de brasileiros sofrem de insônia e três elementos são fundamentais para ter-se uma boa noite de sono: a duração precisa ser suficiente para a pessoa sentir-se descansada e bem acordada durante o outro dia; o sono não deve conter interrupções e ele deve ser profundo e restaurador.

Para saber mais a respeito da insônia, a Dra. Alessandra Zanatta, especialista em medicina do sono, respondeu algumas perguntas. Confira a seguir:

TAL:  Por que existem pessoas que são mais diurnas e outras que são mais noturnas?

Alessandra: Todos temos um relógio interno, um marcador do ritmo circadiano, o que é geneticamente determinado. Tem pessoas que estão muito dispostas pela manhã (matutinas), outras intermediárias (maioria), e as que produzem melhor a noite, chamadas de noturnas.
 
TAL: Quais são os principais fatores que causam a insônia?

Alessandra: A insônia pode ocorrer como uma condição isolada, ou seja, não é necessário uma causa específica. A pessoa apresenta dificuldade para iniciar o sono ou para mantê-lo. Ou pode estar associada a problemas de saúde diversos, como transtorno de humor, transtornos ansiosos, quadros dolorosos, entre outros.
 
TAL: Qual o tempo ideal para se ter uma boa noite de sono?

Alessandra: A necessidade de sono é individual, depende da faixa etária e pode se modificar com o passar dos anos. Em média, um adulto necessita de sete a oito horas de sono.

https://sleepfoundation.org/sites/default/files/STREPchanges_1.png

Hirshkowitz M, et al, National Sleep Foundation’s updated sleep duration recommendations: final report, Sleep. Health (2015)

TAL:  Quais os problemas que podem ser causados por uma noite mal dormida?

Alessandra: Pode acarretar diversos problemas físicos e psíquicos, como: sonolência diurna, dificuldade de aprendizado, aumento de erros e de risco de acidentes. 
 
TAL: Você pode dar dicas para as pessoas melhorarem a noite de sono?

Alessandra: Existem diversas medidas que podem ajudar:  

  • Procure manter os mesmos horários para dormir e acordar, inclusive nos fins de semana;
  • Procure não assistir TV ou trabalhar no quarto;
  • Evite cochilar após as 15 horas e por mais do que 30 minutos;
  • Faça exercícios regularmente;
  • Mantenha o seu quarto agradável ao sono, evitando ruídos, luz intensa e frio ou calor excessivos;
  • Evite bebida alcoólica.
     

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Colmeia acontece este fim de semana em Blumenau
Música
O amor pelo rock e a luta pelo sonho
Educação
Novo CEI da Água Verde começa a atender na próxima semana
Podcast
História em Áudio (Faixa 1) - II Guerra Mundial
Inovação no estado
Santa Catarina inova ao criar Rede de Inteligência do Turismo
Eventos
Concerto das Rosas ocorre no dia 31 de agosto, em Blumenau
Cultura
Agenda Cultural do Tal: programação para aproveitar o fim de semana
Notícias
Pesquisa estuda composto que pode amenizar os sintomas do mal de Alzheimer
População Pet
Região Sul do Brasil é a terceira colocada em população pet do país, aponta estudo
Arte
De geração para geração: Teatro Biriba transmite alegria por onde passa