Menu
Busca Qua, 13 de novembro de 2019
(47) 99975-9521
Saúde

Jaraguá do Sul implementa projeto voltado a qualidade de vida da comunidade

Dados mostram que um a cada dois adultos não pratica atividades físicas

16 outubro 2019 - 14h00Por Heloisa Ristow

Quando se fala em saúde, o primeiro pensamento das pessoas está relacionado a uma
boa alimentação. Mas e se não for só isso? Jaraguá do Sul implantou um projeto que
auxilia na saúde de uma maneira diferente. Segundo o Ministério da Saúde, a prática de
atividade física faz bem para a mente e o corpo, tendo benefícios que vão muito além de
manter ou perder peso. Entre as vantagens para a saúde, estão a redução de doenças
cardíacas, do câncer de mama e de cólon, de risco de hipertensão, depressão e quedas
em geral.

Com isso, a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Jaraguá do Sul criou uma parceria
com a Unimed e implantou entre os anos de 2005 e 2008 as primeiras academias
públicas
na cidade, incentivando dessa forma, as pessoas a saírem da inércia e a
praticarem atividade física.

Percebendo ao longo do processo, que sem orientação as pessoas corriam o risco de se
lesionar ou até mesmo agravar uma lesão já existente, a cidade inaugurou em 2013 o
projeto “Academia da Saúde – Ginástica para todos”. A proposta era auxiliar as pessoas
nas academias, com a presença diária de algum profissional de educação física,
orientando na utilização correta dos aparelhos e também oferecendo exercícios
funcionais, caminhadas, passeios e socialização entre os participantes. Uma proposta que
ia além da repetitividade.

O coordenador do projeto, Caius Ananda Xavier dos Santos ressalta que houve uma
resposta positiva da comunidade, crescendo diariamente o número de frequentadores e
com isso, sendo implantadas nos bairros da cidade. “O projeto que já tinha uma boa
visibilidade dentro e fora da cidade, ganhou projeção nacional ao ter seu trabalho
reconhecido e publicado na Revista do Conselho Federal de Educação Física – CONFEF
em setembro de 2015. Nesse contexto, Jaraguá do Sul serviu de exemplo para cidades
vizinhas que lentamente começaram a ter profissionais em determinados momentos do
dia, para atender a população e orientá-los de forma correta na utilização dos
equipamentos”, comenta.

Agora com mais de seis anos de atendimento diário, o projeto Academia da Saúde firma
parceria com o Conselho Municipal dos Direitos do Idoso – CMDI. Através da captação de
recursos do Fundo do Idoso, foram confeccionadas camisetas e bonés para os
participantes ativos do projeto, como uma forma de homenagem às pessoas que já
contribuíram de alguma forma para o desenvolvimento da cidade.

Realização de entrega das camisetas e bonés para o Posto de Saúde Tifa Schubert. Foto: Divulgação SECEL

A Organização Mundial da Saúde – OMS recomenda 150 minutos semanais de atividade
física leve ou moderada (20 minutos por dia) ou, no mínimo, 75 minutos de atividade física
de maior intensidade por semana (10 minutos por dia). Mas, a Pesquisa Nacional de
Saúde (PNS) mostrou que um a cada dois adultos não seguem a orientação da OMS,
sendo zero a prática de atividade física diária.

Caius conclui ressaltando que as dificuldades são grandes e que é necessário muita
determinação, força e coragem para não desistir da caminhada. “A certeza de que muito
ainda precisa ser feito é clara, porém a satisfação em cada sorriso, deixa nítido que
estamos fazendo a nossa parte, contribuindo para uma melhor qualidade de vida dos
munícipes da cidade e região”, finaliza.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Movimento Social
O Vale Europeu também tem Rap
Sustentabilidade
Coleta Seletiva de Blumenau cresce 96% em 2019
Comunidade
Catarinenses se unem para fazer um Natal melhor através da solidariedade
Segurança
Cai o número de furtos em residências de Blumenau
Saúde
A importância do acompanhamento oftalmológico infantil
Cultura
Sasha Benner Bauer é a nova rainha da 37ª Oktoberfest
Oktoberfest Blumenau
Primeiro fim de semana da Oktoberfest de Blumenau bate recorde de público
Esporte
Pela primeira vez, Blumenau será sede dos Jogos Escolares da Juventude
Saúde
Casos de Sífilis aumentam 200% em Blumenau
Projeto Social
Trabalhando para fazer o bem: Trapamédicos levam alegria aos hospitais de Blumenau