Menu
Busca Qua, 25 de novembro de 2020
(47) 99975-9521
Economia

Santa Catarina avança no processo de retomada da economia

Estado registra recorde na arrecadação de impostos no mês de outubro, com quase R$ 2,8 bilhões

04 novembro 2020 - 17h10

Santa Catarina tem registrado uma boa retomada da economia em diversos setores nos últimos meses. Segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC), houve a arrecadação de R$ 2,79 bilhões no mês de outubro, um valor histórico que equivale a um crescimento de 17,8% em comparação com 2019. 

Referente a este valor, somente as arrecadações do ICMS, imposto sobre a circulação de mercadorias e serviços, chegou à R$ 2,27 bilhões. Segundo o secretário de Estado da Fazenda (SEF), Paulo Eli, com esse valor Santa Catarina não apenas recupera as perdas acumuladas nos meses de março e junho, mas também resulta em uma alta de 1,4% no acumulado de todo o ano de 2020.

Entre os principais motivos para o valor arrecadado então a redução do ICMS de 17% para 12%. Tal redução significa que Santa Catarina reduziu o imposto sobre os produtos catarinenses com o objetivo de aumentar a competitividade. Além disso, com a valorização do dólar houve o aumento do valor das importações, que impactam o valor do ICMS recolhido. 

Em matéria para o site do Governo de Santa Catarina, Paulo Eli explica que “no primeiro semestre, com o forte impacto na economia por conta da pandemia, não conseguimos os números esperados. Agora, com a economia catarinense voltando à normalidade, as indústrias passaram a vender mais e, consequentemente, o Estado arrecadou mais”.

De acordo com dados do IBGE, desde julho Santa Catarina vem demonstrando essa retomada econômica, inclusive com altas acima da média nacional em alguns setores econômicos, como indústria, comércio e serviços. Em julho, enquanto a indústria nacional teve um crescimento de 8%, Santa Catarina atingiu 10%. Também acima da média nacional, o setor de serviços cresceu 3% e o comércio 3,5%. 

No mês de outubro houve crescimento na arrecadação de muitos segmentos, entre eles o de materiais de construção, com alta de 47,4%, a agroindústria com 36,3%, e o setor metalmecânico com desempenho 23,4% maior ao mesmo período do ano passado. Isso demonstra uma maior confiança dos setores produtivos no Estado e do consumidor também. 

Geração de empregos

Com a pandemia o índice de desemprego também aumentou, mas no Estado de Santa Catarina essa realidade vem melhorando desde o mês de junho, quando o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) registrou um saldo positivo de 0,15%. Gradualmente o cenário estadual foi melhorando e em setembro os índices registaram um saldo positivo de 1,21%, que equivalem a quase 25 mil vagas. 

Em Blumenau o saldo de empregos também vem crescendo desde junho, quando foram registradas 169 vagas. De agosto para setembro o saldo de vagas quase triplicou. De 545 vagas em agosto, setembro fechou o mês com um saldo positivo de 1.590, que equivale a uma variação de 1,31%. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cotidiano
Black Friday e Natal trazem desafios para comércio e consumidores
Empreendedorismo
Instagram como plataforma de vendas: lives impulsionam resultado de lojas físicas
Economia
Colaboratório propõe parcerias entre empresas e universidade
Cultura
Músicos dividem opiniões sobre a relação da arte com a política
Cidade
Após período de flexibilizações, Blumenau volta a registrar alta nos casos de COVID-19
Saúde
Síndrome da Visão do Computador: entenda as causas e saiba como se proteger
Tecnologia
Entenda de que forma a tecnologia assistiva atua na educação
Cultura
Banda blumenauense divulga cultura da música anos 80 nas redes sociais
Cotidiano
Adoção de animais durante a pandemia
Empreendedorismo
Empreender em meio à pandemia: por que não?