Menu
Busca Sex, 05 de junho de 2020
(47) 99975-9521
Serviço

Saque do FGTS impulsiona o e-commerce

Em Rio do Sul, loja do segmento já sente melhora nas vendas após liberação do Fundo

02 novembro 2019 - 13h30Por Arthur Hoffmann

A liberação da Caixa Econômica Federal do saque de R$ 500 do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) aos trabalhadores, além do pagamento da segunda parcela do 13º salário devem aquecer a economia nacional no fim deste ano e início de 2020. E quem deve ganhar com isso é o e-commerce que já vem acumulando resultados positivos em 2019. 

Além da liberação do FGTS, que totaliza R$ 12 bilhões, a Caixa também vai liberar o 13º do Bolsa Família, o que eleva esse valor para R$ 14,4 bi. Em Rio do Sul, essa melhora nas vendas já vem sendo sentida, podendo resultar até mesmo em mais postos de trabalho. Segundo Matheus Cezar Almeida Santos, gerente de uma loja de e-commerce na capital do Alto Vale, em outubro a meta de vendas foi alcançada na metade do mês, número que gera expectativa positiva para os próximos meses. 

“Esse alto fluxo de vendas tem sido positivo para nossa empresa visando investimentos futuros. Também se torna uma garantia, porque tradicionalmente os últimos meses do ano tendem a ter um aumento de vendas, isso facilita nossa gestão para investimentos em novos produtos e marcas porque o retorno tem sido contínuo, mês a mês. Isso também é bom para nosso município, porque geramos mais impostos e podemos abrir mais vagas de trabalho temporárias ou até para suprir demandas”, falou.  

Oportunidade

Outro fator que ajuda nesse desempenho dos últimos meses é que a economia do Brasil está em processo de recuperação, e nesse cenário crescem as oportunidades para novos modelos de negócios, com grandes marcas lançando operações próprias e os supermercados investindo aplicativos de conveniência e lojas online, além do varejo está inovando ainda mais em suas ações. 

De acordo com Matheus, essa concorrência entre as grandes marcas e sites é benéfica para o cliente que tem mais opções para escolher, visando qualidade e preço. Recentemente o gestor esteve em São Paulo para reuniões com representantes da Amazon e Netshoes, onde um dos assuntos tratados foi a prioridade dos clientes.  

“Trabalhamos num segmento extremamente concorrido, onde mínimos detalhes são diferenciais, por isso precisamos estar atentos, porque o mercado está aquecido, as pessoas estão com dinheiro, crédito e vão comprar, então cabe a nós atender suas demandas para conquistá-los”, finalizou. 


 


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esporte
Futebol em Blumenau: perspectivas para uma cidade sem estádios
Cultura
Ayahuasca em SC: difusão de chá amazônico servido em rituais ganha força no Estado
Rede Social
Mães no Instagram: histórias compartilhadas e a criação de uma comunidade
Esporte
Coronavírus: As dificuldades da imprensa esportiva do Vale do Itajaí
Empreendedorismo
Mulheres empreendedoras: conheça histórias inspiradoras de lideranças do Vale do Itajaí
Perfil
Quebrando paradigmas: conheça a história da bombeira militar Carolina
Coronavírus
Jornalismo na Pandemia: o cotidiano dos profissionais da área em SC
Entretenimento
Empreendedorismo em podcast: quem faz o Donas da [email protected]#$% Toda
Podcast
Podcasts para ouvir durante a quarentena
Comércio
Comércio de rua abre as portas com restrições no atendimento