Menu
Busca Sex, 05 de junho de 2020
(47) 99975-9521
Vida na web

Youtuber blumenauense faz sucesso com vídeos de calistenia

Adolescente de 16 anos criou o canal Isaque de Souza há quatro anos e hoje começa a colher muitos frutos

10 setembro 2019 - 17h45Por Edemir Júnior

“Seja bem-vindo a minha vida”. Essa é a frase usada pelo blumenauense Isaque de Souza para descrever seu canal no Youtube. Se engana quem acha que o jovem, de apenas 16 anos, é só mais um a tentar a vida na internet. O canal, que leva o nome do rapaz, está em franca ascensão e já soma mais de 134 mil inscritos, 6,8 milhões de visualizações no Youtube, com uma média mensal de 400 a 600 mil views, a grande maioria em 2019. 

“Tive ideia de criar um canal no final de 2013, quando eu acompanhava alguns Youtubers que gravavam vídeo de jogos. Eu já tive vários canais, mas a maioria deles não deram certo. Já cheguei a gravar vídeo de jogos, de skate e só em 2018 que eu comecei a botar na minha cabeça, de “ignorar” o número de views e inscritos, e começar a postar sobre a minha vida por livre e espontânea vontade, sem ficar me preocupando em crescer no youtube. Foi ali que começou a dar tudo certo. No começo desse ano (2019) meu canal começou a explodir”, revela o youtuber.

Aluno do segundo ano do ensino médio, na escola Padre José Maurício, no bairro Progresso, Isaque posta vídeos todas as semanas, baseado em sua própria vida e atividades do cotidiano, como no dia em que subiu o morro do Spitzkopf, a maior montanha de Blumenau, com seus pais. No entanto, os vídeos mais vistos do canal, são os em que o youtuber ensina as práticas de calistenia, feitas em casa.


Os vídeos mais vistos do canal são de calistenia.

Contudo, Isaque não pretende ser conhecido somente pelos vídeos mais fitness, como ele mesmo define: “As pessoas acham que o meu canal é sobre academia, sobre esse meio fitness, mas na verdade não. É que os meus vídeos sobre exercícios, onde eu ensino as pessoas a como ganhar massa muscular apenas fazendo exercícios em casa, foram os que deixaram meu canal grande, que mais explodiram. Um dia os vídeos de calistenia, de academia e esse meio fitness podem acabar e eu posso estar gravando vlog ou um conteúdo totalmente diferente”. 

 

Conseguir viver exclusivamente do canal é o maior sonho do jovem

Ainda que tenha milhões de views, o canal Isaque de Souza ainda não é rentável para o jovem, que confessa que o Youtube não paga muito bem seus “funcionários”, diga-se de passagem: “ há uns quatro ou cinco anos, o youtube pagava o triplo que paga hoje. E pra eu conseguir me sustentar, precisaria estar ganhando o triplo do que estou ganhando atualmente”. 

O maior sonho de Isaque?  Conseguir crescer ainda mais no meio da internet e através dela conquistar a independência financeira, tanto para ele, quanto para sua família. Além disso, o adolescente revela ter uma meta ousada: chegar a um milhão de inscritos.“Não sei até onde eu pretendo chegar com meu canal, agora. Mas o mínimo que eu quero fazer com ele é poder ter meu auto-sustento, com os vídeos que eu posto, com o dinheiro do Youtube, também poder ajudar minha família. E se a gente fala de meta, é ter um milhão de inscritos até o dia em que eu me formar, que deverá acontecer no próximo ano”, declara.

 

Youtuber costuma gravar vlogs de situações do cotidiano.

Isaque também aproveitou para dar algumas dicas muito importantes para quem deseja ser um Youtuber. De acordo com o jovem, o primeiro passo é a pessoa gostar do que faz: “primeiro, gostar de gravar e editar vídeo. Também, procurar conteúdo, pois gravar até é fácil, mas procurar e editar não é simples”. 

Além dessa, o youtuber também diz que o cuidado psicológico é muito importante, por isso as pessoas não podem ligar para o número de visualizações nos vídeos: “Outra dica que eu dou para quem quer ter sucesso no youtube, é esquecer o número de visualizações e inscritos no canal. Porque se a pessoa postar um ou dois vídeos, e a todo momento ficar vendo quantos visualizações e inscritos já ganhou, ela vai desmotivar e desistir fácil do canal. As pessoas acham que o Youtube é fácil, que é só postar um ou dois vídeos e o canal vai explodir, mas não é bem assim. Geralmente, para um canal crescer, demora de três a quatro anos”.

Para finalizar, Isaque revelou que fazer o vídeo mais profissional possível é de extrema importância: “por mais que dê trabalho na edição, a pessoa tem que fazer o vídeo ficar perfeito. E procurar fazer um título e capa de vídeo o mais perfeito possível, pois no Youtube, as pessoas julgam muito o livro pela capa”, conclui.

Você pode conferir na íntegra o canal Isaque de Souza clicando aqui.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esporte
Futebol em Blumenau: perspectivas para uma cidade sem estádios
Cultura
Ayahuasca em SC: difusão de chá amazônico servido em rituais ganha força no Estado
Rede Social
Mães no Instagram: histórias compartilhadas e a criação de uma comunidade
Esporte
Coronavírus: As dificuldades da imprensa esportiva do Vale do Itajaí
Empreendedorismo
Mulheres empreendedoras: conheça histórias inspiradoras de lideranças do Vale do Itajaí
Perfil
Quebrando paradigmas: conheça a história da bombeira militar Carolina
Coronavírus
Jornalismo na Pandemia: o cotidiano dos profissionais da área em SC
Entretenimento
Empreendedorismo em podcast: quem faz o Donas da [email protected]#$% Toda
Podcast
Podcasts para ouvir durante a quarentena
Comércio
Comércio de rua abre as portas com restrições no atendimento